A hipertensão arterial é uma doença que não tem cura, silenciosa e que pode acometer crianças, adultos e idosos de ambos os sexos. Segundo a Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH), uma a cada cinco pessoas são vítimas desta patologia e ainda estima-se que 80% da população apresente o problema até 2025. Para alertar a população sobre os cuidados para prevenir a doença, nesta 6ª feira (26/04/2019), é comemorado o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial.

O que muita gente não sabe é que a hipertensão leva a outras consequências graves e muitas vezes irreversíveis, como doenças cardiovasculares, acidentes vasculares e a insuficiência renal. Ela está relacionada com a força que o sangue faz contra as paredes das artérias para levar os suprimentos necessários aos demais órgãos.

“Quando a pressão está alta, o coração faz mais força para bombear o sangue, porque com a idade, as artérias ficam menos complacentes e oferecem mais resistência à sua passagem. Esta força resulta em lesões na parede das artérias, grandes ou pequenas”, esclarece Dr. Marcos Alexandre Vieira, nefrologista e presidente da Fundação Pró-Rim, referência nacional em tratamento renal.

Por ser considerada uma epidemia silenciosa, existe uma preocupação para esclarecer os malefícios da hipertensão. “A pressão alta, é uma doença muito comum que acomete uma em cada cinco pessoas. Entre os idosos ela chega a atacar uma em cada duas pessoas. Também as crianças podem sofrer de pressão alta”, explica.

Os rins também sofrem com a hipertensão ===  Segundo o médico, a relação entre hipertensão e a saúde dos rins é muito próxima. “O que acontece é que as artérias e arteríolas renais também são afetadas, resultando em perda progressiva da função excretora dos rins, o que leva ao aumento da pressão arterial”.

A pressão alta é responsável por 35% dos casos da doença renal crônica e a maioria dos hipertensos não apresenta nenhum sintoma no início da doença. “A pessoa pode sentir dores de cabeça, cansaço, tontura e ter sangramentos pelo nariz e estes sintomas podem se confundir facilmente com outros problemas de saúde. A única maneira de saber se a pressão está alta é aferi-la regularmente”, diz o médico.

Entre as principais causas da doença estão:

  •  Obesidade;
  •  Consumo excessivo de bebidas alcoólicas;
  •  Cigarro;
  •  Sedentarismo;
  •  Estresse;
  •  Alto consumo de sal; e
  •  Nível de diabetes e de colesterol elevados.

O médico alerta que “as pessoas que apresentam pressão alta por muitos anos vão minando o seu sistema vascular. Se fumar, comer muita gordura saturada, não controlar o estresse excessivo e for portador de diabetes, o processo se acelera”.

Prevenção: cuidados com a alimentação === Entre os fatores que podem ser responsáveis pela hipertensão estão a hereditariedade, que pode estimular uma pré-disposição a doença; a idade; o peso, a obesidade é um fator de risco; além da falta de exercícios físicos; estresse; consumo de álcool; má alimentação com o excesso de sal e o tabagismo.

Conforme o “Guia Alimentar da População Brasileira”, uma publicação do Ministério da Saúde, a regra de ouro para uma alimentação saudável é minimizar o consumo de alimentos muito processados e fazer de base da alimentação In Natura.

“Com certeza essa é a principal orientação para prevenir também a hipertensão arterial, visto que reduzindo o consumo de alimentos industrializados, estaremos reduzindo o consumo de sódio. Outro fator importante é que aumentando o consumo de alimentos in natura, estamos consumindo mais potássio, o que ajudaria no controle da pressão também”, orienta a nutricionista da Pró-Rim, Jyana Gomes Morais Campos.

Cuidado com o sal ===  Segundo a nutricionista, o sal é muito perigoso e tem relação direta com a hipertensão. Seu consumo deve ser moderado e se possível, substituído por outros temperos. “Temos muitas opções que podem facilmente substituir o sal e industrializados. Ervas e temperinhos não industrializados são liberados. Use e abuse de alho, cebola, salsinha, cebolinha, orégano, manjericão, curry, pimenta e etc.”

Por fim, é importante ressaltar que o controle da hipertensão exige muito esforço e apesar de não ter cura, seguindo as orientações médicas e tendo aderência ao uso de medicamentosé possível ter boa qualidade de vida.

Sobre a Pró-Rim – A Fundação Pró-Rim foi fundada em 1987, em Joinville (SC), pelos médicos nefrologistas Dr. José Aluísio Vieira e Dr. Hercilio Alexandre da Luz Filho com o propósito de oferecer um tratamento mais digno e diferenciado aos pacientes renais. É reconhecida como referência nacional na área de nefrologia. É pioneira em transplantes renais no Estado e sua equipe está entre as que mais realizam transplante no país. Já ultrapassou a marca de 1600 transplantes renais, é a primeira instituição de nefrologia do mundo a receber a certificação internacional Qmentum. Possui unidades de hemodiálise em Santa Catarina e Tocantins e atende pacientes renais crônicos de todo o Brasil (www.prorim.org.br) === <<< Com apoio de informações/fonte: Visual Press Comunicação >>>

No Shopping Center Norte, um Mutirão  oferece serviços gratuitos      no Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial

Dores no peito, dor de cabeça, tonturas, zumbido no ouvido e visão turva são apenas alguns dos sintomas vividos por quem tem hipertensão arterial, ou simplesmente, pressão alta, condição que pode resultar em doenças cardiovasculares, principal causa de mortes no Brasil. No dia 26 de abril, Dia Nacional da Hipertensão, a doença crônica é lembrada para que a população tenha mais informações e possa evitar o aumento das estatísticas, que segundo dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia, prevê, ao final deste ano, que quase 400 mil cidadãos brasileiros morrerão por doenças do coração e da circulação.

Pensando nisso, a Libbs Farmacêutica e a Drogaria São Paulo se uniram para levar informação gratuita a quem estiver no Shopping Center Norte nesta 6ª feira (26/04/2019). Lá será possível aferir peso, pressão e circunferência abdominal, além de poder tirar dúvidas sobre o assunto com o Dr. Jairo Lins Borges, cardiologista e professor do departamento de Cardiologia da Unifesp. A intenção do mutirão é conscientizar cada vez mais a população de que é importante se cuidar e incentivar que não abandonem o tratamento ao sentir que não há mais sintomas. << Com apoio de informações/fonte: Grupo CDI Comunicação e Marketing – Shopping Center Norte >>

Serviço

  • Mutirão Pulso Livre/Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial
  • Local: Shopping Center Norte
  • Endereço: Tv. Casalbuono, 120 – Vila Guilherme. Alameda de Serviços, em frente à Drogaria São Paulo
  • Data: 26 de abril (6ª feira)
  • Horário: Das 11  às 16 horas

 

sicredi_institucional

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora