Início Destaque Contamos a origem do bairro Jardim São Paulo, que completa 83 anos

Contamos a origem do bairro Jardim São Paulo, que completa 83 anos

Tempo de Leitura: 5 minutos

.

da Redação DiárioZonaNorte

  • Os primeiros lotes foram vendidos  pelo espanhol Domingos Fernandes            Alonso  – considerado o fundador do bairro
  • Posteriormente, a Predial Novo Mundo lançou um empreendimento no bairro, com venda de lotes “a prestação”

Toda história de um bairro tem começo e o meio, mas não se planeja o seu fim. Há uma continuidade de fatos no dia a dia. O mesmo ocorre com a história de um bairro da Zona Norte, que neste sábado (17jul2021) completa 83 anos de fundação. É o Jardim São Paulo, ao lado do bairro de Santana – que chegará aos seus históricos 238 anos no final do mês (26jul).

Crédito da Foto: Wikipedia

Hoje, o Jardim São Paulo cresceu além das expectativas, com o progresso em todos os sentidos. Como o ponto alto em 29 de abril de 1998, quando aconteceu a inauguração da Estação Jardim São Paulo/Ayrton Senna,  que faz a homenagem ao piloto que morou na região. E o progresso levou melhorias e asfalto às ruas e avenidas.

O início da história

Como a maioria dos bairros da Zona Norte, uma fazenda de propriedade dos padres deu inicio à povoação do local. Depois houve o desmembramento em outras terras, que foram ocupadas por chácaras e sítios,  na maior parte das vezes de propriedade de italianos, que cultivavam hortaliças; e portugueses, que plantavam flores e as vendiam no Mercado Municipal.

Ao olhar a história, o início do Jardim São Paulo começa com o seu fundador,  o espanhol Domingos Fernandes Alonso – que até agora não tem registro de vias ou praças no bairro em sua homenagem , responsável por lotear as primeiras áreas da região.

Posteriormente, por meio da empresa Predial Novo Mundo – fundada em 1935 e  existe até hoje –, que era braço imobiliário do Banco Novo Mundo, foi dado o surgimento do Jardim São Paulo, com a venda de lotes “a prestação”.

Assim dizia o “reclame”  da Predial Novo Mundo sobre o empreendimento: “ Descendo pela Rua Florêncio de Abreu e seguindo pela Avenida Tiradentes, Ponte Grande e Rua Voluntários da Pátria, também hoje completamente modificadas, você chegará ao JARDIM SÃO PAULO, o bairro em plena formação, e de onde se descortina um belo panorama do moderno São Paulo, cujos terrenos são vendidos por preços accessíveis e a prazo longo, coisa que no São Paulo de out’roa era um mitho, mas que no São Paulo de hoje é uma brilhante REALIDADE, graças aos maravilhosos planos da PREDIAL NOVO MUNDO”.

Em 1940 foi inaugurada a linha de ônibus 4G – Vale do Anhangabau/Jardim São Paulo.  O veículo  na solenidade era um Ford, 85 cavalos, a gasolina, com carroceria Grassi. Aos poucos, os velhos casarões e chácaras foram dando lugar a modernidade.

Sesc Santana, localizado o território do Jardim São Paulo
O Mirante e a exploração imobiliária

O bairro é essencialmente residencial, mas abriga o tradicional Colégio Jardim São Paulo,Clube Escola Jardim São Paulo e o Sesc Santana – que apesar do nome fica no território do Jardim São Paulo.

Construção do Observatório no Mirante – 1958

No ponto mais alto, encontra-se a Praça Vaz Guaçu (conhecida como Mirante de Santana/Jardim São Paulo),  onde está instalado o prédio da estação meteorológica do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), construído em 1919 e  que passou a registrar dados das condições climáticas da cidade de São Paulo em 1945. Junto à praça do Mirante encontra-se também a antiga casa do piloto Ayrton Senna.

Em grande parte, apesar da exploração imobiliária, o Jardim São Paulo ainda conserva um jeito interiorano de ser e com suas casas que contam as histórias no tempo. No momento, um empreendimento quer invadir a região e o sossego dos moradores, com a implantação de um edifício de alto padrão com 23 andares prejudicando as medições climáticas do Observatório do Inmet.

Um grande perímetro do bairro e das ruas tem a proteção da Lei Municipal n. 7662, de 1971, sancionada na gestão do prefeito José Carlos de Figueiredo Ferraz, que protege o local à exploração imobiliária por grandes empreendimentos. E os moradores lutam com abaixo-assinado e medidas junto à Justiça, Prefeitura Ministério Público para que a lei seja cumprida  e interrompa as construções de prédios.

O rádio nasceu no Mirante

Foi ali no Mirante Jardim São Paulo que em julho de 1899,  que o Padre Landell de Moura realizou a primeira transmissão de rádio sem fio, de  voz humana e sons musicais, um feito inédito registrado pela Imprensa paulista e carioca, bem antes do italiano Guglielmo Marconi.

Landell morreu no ostracismo e não teve em vida o reconhecimento de suas descobertas, embora as tivesse patenteado no Brasil (1901) e nos Estados Unidos (1904) e as visse a autoria do invento divulgada por jornais de grande circulação de fins do século 19 e início do século 20, tanto aqui como no exterior.

As curiosidades do bairro

Os limites do bairro, com Santana: Av. Nova Cantareira, Rua Dr. Zuquim e Rua Conselheiro Saraiva; com a Parada Inglesa: Av. Luiz Dumont Villares e Rua Tomé Portes; e com a Pauliceia: Rua Maria do Carmo Sene, Av. Marechal Eurico Gaspar Dutra (que até hoje não saiu do papel) e Joaquim Norberto.

Nhonhô Magalhães

Avenida Leoncio de Magalhães foi oficializada em 17 de janeiro de 1979 — antes tinha o nome de Av. Lourdes de Camargo – e corta o Jardim São Paulo, de ponta a ponta, desde a Praça Orçando Silva até a Avenida Nova Cantareira – que antes era Estrada da Cantareira.

Ela é em homenagem a  Carlos Leôncio de Magalhães, conhecido como Nhonhô Magalhães Nasceu em Araraquara em 1875 e faleceu em 1931 (56 anos). Foi o maior cafeicultor do Brasil no inicio do século XX e sempre foi bem sucedido nos negócios.

Mais recentemente, em 23 de setembro de 2016, a praça ao lado da Capela Nossa Senhora Aparecida do Jardim São Paulo, recebeu  o nome da santa por proposição do ex-vereador Nelo Rodolfo.

A justificativa para denominar o espaço público localizado no bairro do Jardim São Paulo foi para agraciar uma das principais divindades da igreja católica.  O espaço público está  entre a Rua Parque Domingos Luiz e Avenida Marechal  Eurico Gaspar Dutra.

d