Em 2019, Ana Maria Machado celebra 50 anos de carreira. Uma das escritoras mais completas da literatura brasileira, Ana tem uma obra relevante que abarca histórias para crianças e jovens, romances, peças teatrais, novelas, ensaios, contos.

Carioca, nascida em 1941, Ana foi pintora, jornalista e professora universitária antes de se tornar escritora. Hoje tem mais de 120 livros publicados no Brasil e no exterior, com cerca de 20 milhões de exemplares vendidos.

Recebeu inúmeras condecorações por sua produção literária, com destaque para o Prêmio Hans Christian Andersen — o mais prestigioso da literatura infantil —, em 2000, e o Prêmio Machado de Assis pelo conjunto da obra, em 2001. Em 2003, foi eleita para a Academia Brasileira de Letras.

Para comemorar seus 50 anos de escrita, nada melhor que divulgar sua obra que é tão ampla e importante. Seus personagens, sempre inesquecíveis, celebram o feminino, a criatividade, a independência, o conhecimento. Seus livros, tanto infantis como adultos, fazem parte de nossa história, pois formaram o gosto e o aprendizado de gerações de leitores. Em 2019 o livro A audácia dessa mulher, do selo Alfaguara, completa 20 anos e, como parte dessa celebração, ganha edição especial com prefácio de Adriana Lisboa e texto sobre a vida e a obra de Ana por Beatriz Resende.

No livro, as personagens centrais Bia e Virgílio se conhecem durante a produção de uma minissérie histórica para a TV e logo iniciam uma relação amorosa. Em paralelo, Bia recebe de Virgílio um diário misterioso, de uma jovem do século XIX, escondido nas páginas de um antigo livro de receitas da família. Ao conduzir essas e outras histórias que se ramificam e se entrelaçam, Ana Maria Machado compõe um livro sobre o amor e o ciúme, a fidelidade e a rebeldia, mas é também uma celebração da literatura e de seus leitores, uma causa especial para Ana durante sua carreira.

Sua maior bandeira é a de que as pessoas possam ter acesso a tudo o que a leitura pode oferecer. Assim, está em frequente contato com um enorme público que vai de professores e jovens estudantes a amantes da literatura e estudiosos das mais diversas áreas, participando também do desenvolvimento de cursos, seminários e eventos ligados a literatura. Com o respaldo da ABL, por exemplo, criou um projeto para a formação de auxiliares de biblioteca em comunidades no Rio de Janeiro.

“O romance de Ana Maria Machado certamente contribui para que percebamos como o passado e o presente podem cruzar-se, na mesma cidade, em contextos sociais diferentes, para atualizar os temas universais do amor, da traição e da morte.”

Sergio Paulo Rouanet

< Com apoio de informações/fonte:  Enrico Weg Sera – jornalista/Imprensa Companhia das Letras >

Crédito fotos: Divulgação

Investir e Ganhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora