A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) iniciou no ano passado os testes  com um veículo equipado com seis câmeras para auxiliar no controle do serviço de Zona Azul na cidade de São Paulo. A medida visa aprimorar futuramente o trabalho da CET, que atualmente é feito apenas pelos próprios agentes nas ruas. E poderá entrar em uso nos próximos dias.

A região do Brás, no centro da cidade, foi o local escolhido pela CET para início dos testes, em julho do ano passado. Houve outros testes até o final do ano.  E nesta semana de janeiro, os testes estão sendo realizados na região do Brooklin, próximo da Avenida Luiz Carlos Berrini. O que não impede novos testes em outras regiões da cidade, inclusive na Zona Norte.

As câmeras instaladas no automóvel piloto fazem a leitura automática das placas dos veículos estacionados para verificar se estão em situação regular nas vagas de Zona Azul. Para confirmar se a vaga vem sendo corretamente ocupada, o carro teste passa duas vezes pelo mesmo local num intervalo de 15 minutos.

Por se tratar de um projeto piloto, as imagens captadas não resultam em multas aos motoristas, garante a CET.  O sistema é automatizado e transmite informações em tempo real à CET. A função do condutor do veículo em teste é apenas acompanhar o funcionamento dos equipamentos. Com os dados coletados, a CET pode direcionar seus agentes de campo para vias com maior incidência de desrespeito ao uso da Zona Azul.

Segundo a CET, não há nenhuma mudança nas regras da Zona Azul. A fiscalização do estacionamento rotativo segue sendo realizada normalmente pelos agentes de trânsito. O preço oficial do Cartão Azul Digital (CAD) é de R$ 5,00, que pode ser adquirido e ativado por meio de qualquer um dos 15 aplicativos credenciados pela CET. A compra também pode ser feita nos cerca de 2.300 Postos de Venda que atendem em locais de comércio ou com monitores devidamente identificados.

Zona Azul em números ===  O estacionamento rotativo pago – Zona Azul foi criado em 30/12/1974, através do Decreto Municipal nº 11.661, com o objetivo de promover a rotatividade das vagas existentes na região central da cidade, aumentar a oferta de vagas de estacionamento e racionalizar o uso do solo em áreas adensadas.

A modernização para o sistema digital ocorreu em 11 de julho de 2016 com o lançamento dos primeiros aplicativos, oferecendo praticidade, conforto e segurança aos usuários, bem como melhores condições de gestão do serviço público.

Atualmente a cidade de São Paulo possui um total de 41.511 vagas, sendo 36.816 de Zona Azul Convencional, 1.715 destinadas à Zona Azul Caminhão, 865 para pessoas com deficiência física e/ou mobilidade reduzida (DeFis), 2.039 para Idosos e 76 para Zona Azul Fretamento.

Multas ===  No portal Mobilidade Segura (clique aqui) é possível consultar as principais infrações de trânsito registradas pela Companhia de Engenharia de Tráfego, entre elas, estacionar em desacordo com a regulamentação (estacionamento rotativo Zona Azul ). << Com apoio de informações: Imprensa/CET >>

Inauguração loja

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora