Ahhh… Santa Edwiges, a padroeira dos pobres e endividados vai estar muito ocupada nesta 6a. feira (16 de outubro)   – dia dedicado a sua celebração.   O ano de 2020 não foi fácil.

De acordo com o  Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE a taxa de desemprego atingiu 14,3% da população.  Temos 13,1 milhões de desempregados no Brasil.

Para efeito de comparação do que significa este número, é como se a soma de  todos os habitantes das cidades de São Paulo e São José dos Campos  (todos mesmo) estivessem desempregados.

Dia de Santa Edwiges 

No dia dedicado a ela, o Santuário de Santa Edwiges – localizado na Estrada das Lágrimas n. 910 no Sacomã – costuma receber aproximadamente de 20 mil fiéis.

Neste ano,  em que o Santuário comemora 60 anos de fundação, estavam programadas diversas atividades para comemorar a data.   Com a pandemia e a necessidade de distanciamento social,  optou-se pela realização de três missas e pequenas celebrações com todos os cuidados  para que não haja demora e aglomeração devido ao dia dedicado a Santa Edwiges.

Além dos cuidados com os horários das celebrações realizadas no Santuário, logo na entrada será medida a temperatura das pessoas e haverá disponibilização de álcool em gel.

Missas e Comunhão

Ao longo do dia serão realizadas três missas  – 9h, 15h e 19h30 – e também celebrações da palavra com distribuição de comunhão – 7h, 11h, 13h e 18h – em função da  quantidade de romeiros e paroquianos, além de fiéis e devotos da padroeira dos pobres e endividados.

Lembrando que a  missa das 15 horas será celebrada pelo novo bispo auxiliar de São Paulo, Dom Ângelo Ademir Mezzari.

Quermesse em formato Drive-thru

A tradicional quermesse foi modificada também e todas as barracas servirão os quitutes aos devotos no sistema  drive-thru.

A arrecadação com a venda dos produtos da quermesse são destinadas a  Obra Social Santa Edwiges – OSSE, que mantém uma creche para 500 crianças do entorno da igreja e o Asilo Santa Angela que abriga senhoras.

A OSSE também oferece para as crianças e idosas assistidas pela obra,  atendimento médico, dentário, cursos de informática, bordado, entre outros.

Santa dos pobres e endividados

Santa Edwiges nasceu em 1174 na Alemanha,  filha de um duque e de uma duquesa, recebendo uma educação esmerada e sólida formação cristã.

Casou-se aos 12 anos com o príncipe de uma região onde hoje fica a  Polônia. Teve seis filhos e cuidou da formação religiosa de sua família.

Como era tradição na época, os pais de Santa Edwiges pagaram uma fortuna como dote ao seu futuro marido. Ele abriu mão do dinheiro e deixou que Santa Edwiges o usa-se como bem entendesse. Desta forma, Santa Edwiges começou a ajudar os pobres e endividados.

Resgate da dignidade

Naquela época,  os endividados iam para a prisão e suas famílias caiam na miséria.  Quando Santa Edwiges saudava uma dívida, ela não só libertava um pai de família da prisão, mas reconstruía uma família, resgatava sua dignidade e a retirava da miséria.

Construiu também um mosteiro, onde abrigava viúvas e crianças órfãs. Quando seu esposo morreu e seus filhos criados, passou a viver a vida religiosa e  continuou sua obra de caridade.  Foi canonizada apenas 24 anos após sua morte.

A coroa 

A coroa na mão de Santa Edwiges além de simbolizar sua origem nobre e rica  e  seu casamento com um príncipe, representa o uso do dinheiro a serviço do Reino de Deus, para o bem do próximo.

O livro 

O livro na mão de Santa Edwiges representa a riqueza apoiada na fé na  obediência à Palavra de Deus, onde  a caridade ensinada na Bíblia e os mandamentos de Deus transformam vidas.

A igreja na mão de Santa Edwiges

Santa Edwiges também é representada segurando uma igreja em sua mão direita, representando algo muito concreto que ela fez: o financiamento de construções de igrejas e conventos na Polônia e na Alemanha.

Financiando essas construções, além de prestar culto a Deus, ela proporcionava empregos e sustento para um incontável número de trabalhadores e pais de família. Por isso, Santa Edwiges é conhecida também como a protetora das famílias.

Oração a Santa Edwiges

“Ó Santa Edwiges, vós que na terra fostes o amparo dos pobres, a ajuda dos desvalidos e o Socorro dos Endividados, e no Céu agora desfrutais do eterno prêmio da caridade que em vida praticastes, suplicante te peço que sejais a minha advogada, para que eu obtenha de Deus o auxílio de que urgentemente preciso: (fazer o pedido). Alcançai-me também a suprema graça da salvação eterna. Santa Edwiges, rogai por nós. Amém.”

Paróquia Santuário Santa Edwiges

  • Estrada das Lágrimas, 910
  • Sacomã  – São Paulo, SP 
  • Telefone (11) 2274-2853

Para ajudar as obras sociais do Santuário Santa Edwiges – clique aqui.

d