18.8 C
São Paulo
sábado, 8 maio, 2021
Início Bem Estar Cidade recebe lote com 135.720 doses do imunizante da Pfizer contra a...

Cidade recebe lote com 135.720 doses do imunizante da Pfizer contra a Covid-19

A cidade de São Paulo recebeu nesta 3ª feira (04maio2021), no Centro de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Cadi), as primeiras 135.720 doses da vacina da Pfizer/BioNTech.
O lote será utilizado a partir desta 5ª feira (06maio2021), quando se inicia uma nova etapa da Campanha de Vacinação contra a Covid-19 da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), que contemplará os idosos de 60, 61 e 62 anos.
Os imunizantes não serão aplicados nos drive-thrus, conforme orientação do Ministério da Saúde.

Segundo o prefeito em exercício, Ricardo Nunes, o imunizante será disponibilizado nas 468 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da capital. “Não será uma vacina que estará especificamente numa região ou outra. A SMS decidiu fazer a distribuição de uma forma igual. Haverá uma distribuição uniforme”, afirmou.

Armazenamento a baixas temperaturas

Diferentemente das vacinas já disponíveis no País, a Coronavac (do Instituto Butantan) e a Oxford/AstraZeneca (da Fiocruz), o imunizante desenvolvido pela farmacêutica norte-americana, em parceria com o laboratório alemão, precisa de um armazenamento em temperaturas baixíssimas.

O município recebeu as doses na temperatura entre -25°C e -15°C (graus negativos). Os frascos podem permanecer nesta faixa por até 14 dias. Seguindo as orientações para a aplicação, a Secretaria Municipal da Saúde irá proceder com o descongelamento da vacina para +2°C a +8°C e encaminhará para as unidades de saúde para utilização no prazo máximo de até cinco dias.

Para a vacinação com este imunizante, a Secretaria Municipal da Saúde alterou a configuração de uma de suas câmaras frias de 100 metros cúbicos para -25°C. O equipamento terá condições de acondicionar quatro milhões de doses durante 14 dias, conforme orientação da Pfizer. O município conta ainda com outras câmaras em quatro pontos de distribuição, que será feita em transporte especializado para vacinas congeladas.

Capacidade de armazenamento  em quatro milhões de doses

Segundo o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, a cidade tem capacidade para armazenar quatro milhões de doses deste imunizante. “Todas as nossas unidades foram capacitadas com refrigeradores para receber as vacinas da Pfizer”, explicou.

Embora a cidade de São Paulo tenha condições de aplicar essa vacina nos drive-thrus, ela não será ministrada nesses locais. “Os técnicos do Ministério da Saúde pediram, na última 6ª feira, aos nossos técnicos para que a gente não utilizasse ainda neste momento. Não teremos a Pfizer nos drive-thrus, na quinta-feira (06/5), quando iniciarmos a vacinação de pessoas com 60, 61 e 62 anos”, completou o secretário.

Para a imunização das cerca de 600 mil pessoas que estão nesta faixa etária na cidade, a Secretaria Municipal da Saúde também contará com 400 mil doses do medicamento da Astra Zeneca.

Mais imunizantes

Em reunião com o Ministro da Saúde, o secretário Edson Aparecido esclareceu que a cidade de São Paulo, no ponto de vista de infraestrutura, está capacitada para armazenar a vacina da Pfizer.

Os profissionais foram treinados e a cidade também já adquiriu o insumo necessário para poder fazer a aplicação. “Avisamos ao ministro que a cidade tem toda estrutura e preparação técnica para que a gente possa, nos próximos lotes, receber uma quantidade maior”, disse o secretário.

O lote de segunda dose está previsto para ser entregue no dia 17 maio.


<<Com apoio de informações/fonte: Secretaria Especial de Comunicação-Secom/PMSP>>

d