Início Bem Estar Anvisa orienta suspensão de vacina contra Covid-19 da AstraZeneca para grávidas

Anvisa orienta suspensão de vacina contra Covid-19 da AstraZeneca para grávidas

Tempo de Leitura: < 1 minuto

.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou nesta 2ª feira (10maio2021) a suspensão imediata do uso da vacina Covid da AstraZeneca/Fiocruz em mulheres gestantes.

A orientação da Anvisa é que a indicação da bula da vacina AstraZeneca seja seguida pelo Programa Nacional de Imunização (PNI). A orientação é resultado do monitoramento de eventos adversos feito de forma constante sobre as vacinas Covid em uso no país.

A nota esclarece: “O uso “off label” de vacinas, ou seja, em situações não previstas na bula, só deve ser feito mediante avaliação individual por um profissional de saúde que considere os riscos e benefícios da vacina para a paciente. A bula atual da vacina contra Covid da AstraZeneca não recomenda o uso da vacina sem orientação médica.”.

A vacina vinha sendo usada em gestantes com comorbidades. Agora, só podem ser aplicadas nas grávidas a Coronavac e a Pfizer.

Prefeitura de São Paulo atende ao pedido

Em nota divulgada nesta 3ª feira (11maio2021), às 08h08, e seguindo orientação da Anvisa, a Prefeitura de São Paulo suspende preventivamente a aplicação de vacinas contra COVID-19 da AstraZeneca/Fiocruz para gestantes.

A suspensão será mantida até que ocorra uma nova orientação por meio do Programa Nacional de Imunização, do Ministério da Saúde.

A vacinação contra a Covid-19 permanece em andamento e ganhou novos públicos elegíveis nesta terça-feira (11): metroviários, ferroviários, mães de recém-nascidos com comorbidades e pessoas com deficiência permanente inscritos no Benefício de Prestação Continuada (entre 55 e 59 anos). << Com apoio de informações/fonte: Anvisa / Secretaria Especial de Comunicação-Secom/PMSP >


d