Um ano se passou desde a morte do pequeno Danny. Um ano desde que sua mãe iniciou o doloroso processo de aceitação. Mas Tina Evans poderia jurar que acabou de vê-lo dentro do carro de um estranho. Na última perturbadora noite sonhou com seu filho. Ao acordar, foi até o quarto de Danny e para sua surpresa lá estava uma mensagem. Três palavras perturbadoras rabiscaram no quadro-negro: NÃO ESTÁ MORTO.
Foi a piada sombria de alguém? Sua mente pregando peças nela? Ou algo … mais? Para Tina Evans, era um mistério que ela não podia escapar. Uma obsessão que a levará até as últimas consequências atrás da verdade por trás da morte de seu filho. Um terrível segredo que não foi visto por ninguém, apenas pelos “Olhos da escuridão“.
Em meio à pandemia do novo coronavírus, muitos têm relacionado o atual momento em que vivemos com a obra ficcional Os olhos da Escuridão, escrita em 1981 pelo romancista norte-americano Dean Koontz e publicado aqui no Brasil pela Citadel Editora.  Esse livro ganhou as mídias do mundo por apresentar fatos que coincidem com a atual realidade e pelo avanço das Fake News criadas a partir da obra.
Para esclarecer as dúvidas sobre Os olhos da Escuridão, separamos quatro curiosidades impressionantes sobre o livro que todos deveriam saber! Confira o que é Fake e o que é Fato:
(*) A obra originalmente escrita em 1981, ganhou uma modificação ainda nos anos 80, que confundiu alguns leitores pelo mundo. Lançado em meio a Guerra Fria entre Estados Unidos e a ex-União Soviética, o nome do vírus ficcional relatado no livro era Gorki-400, porque teria sido criado pelos russos. Porém, após o fim da Guerra, o autor realmente mudou o nome para Wuhan-400, mas o novo título foi apenas uma incrível coincidência com a cidade que iniciou o surto da COVID-19;
(*) Em “Os olhos da Escuridão”, a arma biológica viral e altamente letal foi desenvolvida por um cientista chinês chamado Li Chen, em um laboratório secreto nas proximidades de Wuhan. E curiosamente, no mundo real, Li Chen também é um cientista chinês e, ele publicou em 2018 uma pesquisa densa sobre classes de coronavírus em uma revista especializada, a “Emerging Microbes & Infections“;
(*) Por mais que tenha circulado pelas redes sociais que o livro “previu” a atual pandemia, além de mencionar um surto de doenças respiratórias, como uma pneumonia, que se espalharia pelo mundo em 2020, isso NÃO É REAL! O trecho que muitos viram sobre esse assunto, na verdade foi retirado da obra “End of Days: Predictions and prophecies about the end of the world”, de Sylvia Browne, publicado em 2008. Logo, não tem nada a ver com “Os olhos da Escuridão”;
(*) O vírus ficcional Wuhan-400 tem poucas semelhanças com a COVID-19. O autor descreve o vírus como altamente infeccioso e tem manifestação em até 4 horas, levando o infectado a óbito imediato. Por outro lado, o novo coronavírus apresenta um ciclo de infecção diferente, podendo manifestar a doença de 5 a 14 dias após o contágio.

Ficha Técnica 
  • Título: Os olhos da Escuridão
  • Título original: The Eyes of Darkness
  • Autor: Dean Koontz
  • Editora: Citadel
  • Edição: 1ª edição: Abril 2020
  • Páginas: 272 páginas
  • Preço: R$ 44,90 (físico) / R$ 31,90(e-book)
  • Onde comprar:  Amazon;  Saraiva; Livraria Cultura

Sobre o autor: Dean Koontz, autor de vários best-sellers de ficção nos Estados Unidos, vive no sul da Califórnia com sua esposa, Gerda, sua golden retriever, Elsa, e os espíritos de seus pets, Trixie e Anna.  Suas obras foram traduzidas em todo mundo, com mais de duzentos milhões de exemplares vendidos; várias delas foram levadas à tela. Suas novelas figuram invariavelmente nos primeiros postos dos livros mais vendidos. Na atualidade vive no sul de Califórnia.  Algumas de suas obras: A Casa do MalEsconderijoFantasmasFogo FrioO GuardiãoIntrusos, Meia Noite entre várias outras exploram desde o gênero policial, até o horror macabro. Em outubro de 2010 foi lançado no Brasil o primeiro livro da trilogia Frankenstein, e, no ano seguinte, o segundo volume.

<< Com apoio de informações/fonte: LC Agência de Comunicação/Gabriela Cuerba >>

credito_sicredi

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora