da Redação DiárioZonaNorte

Após mais de um ano fechado, o Hipermercado Extra Tucuruvi,  na Avenida Coronel Sezefredo Fagundes n. 535 – Tucuruvi,  dará lugar a uma loja do Assai.  A inauguração deverá ocorrer em breve já que um processo seletivo para o preenchimento de 200 vagas encontra-se em curso,  com o  apoio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico para a realização do cadastro dos candidatos por meio dos Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo (CATes).  Veja a matéria aqui

O problema == Inaugurada  em  7 de março de 2014, com um  investimento na época de aproximadamente 37,5 milhões de reais em uma área construída de cerca de  aproximadamente 13 mil m².  A loja foi interditada  em março de 2017,  após julgamento de ação impetrada pela Prefeitura de São Paulo, por irregularidades na documentação e do não cumprimento de alguns requisitos para a edificação do empreendimento e  após sentença julgada pelo  Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo  Veja  aqui

Desde  a construção do prédio até a  sua inauguração,  os problemas apontados pela Prefeitura e Secretaria do Verde e Meio Ambiente do Município de São Paulo  não haviam sido solucionados pelo Grupo Pão de Açúcar – GPA (dono da bandeira).  Lembramos que o local onde o empreendimento foi construído, era uma fábrica e de lá foi retirado uma grande quantidade de solo contaminado e a empresa não sou informar  onde o material foi descartado.

A loja  funcionou a base de  liminares, até o julgamento da ação.   Ainda em 2017, o GPA apresentou a CETESB (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo)   um plano de intervenção para reutilização da área.  De acordo com o Parecer Técnico nº 128/GTA/2018, a proposta foi analisada e aprovada pelo órgão, que concluiu que  o prédio é comercial e  apresenta condições seguras de ser utilizado tanto por funcionários como por clientes, conforme apresentado em Relatório de Monitoramento de Vapores datado do mês de julho de 2018.

Uma das condições para a provação do Plano de Intervenção para reutilização da área é a não utilização da água subterrânea e seu constante monitoramento, além do  plantio de 435 mudas de árvores, em algum parque da região.

De acordo com a Assessoria de Imprensa do GPAo  fechamento do Extra da Av. Sezefredo Fagundes fez parte de um movimento do Grupo GPA (grupo varejista controlador das redes Extra, Assaí, Pão de Açúcar e Compre Bem, dentre outras) realizado entre 2017/18 que, após estudos de viabilidade econômica a partir do seu parque de lojas e de análise do perfil de público de cada uma, optou por converter algumas unidades do Extra Hipermercado em Assaí. A companhia está confiante de que o perfil do público da loja em questão está mais aderente ao do Assaí, rede de Cash&Carry – conhecido como atacado de autosserviço.

O Assaí atende pequenos e médios comerciantes, transformadores, utilizadores, revendedores, clientes finais e empresários, que buscam o melhor preço para revender os seus produtos ou para abastecer a sua casa. As lojas contam com mais de 7 mil itens de grandes marcas nacionais e importadas de mercearia, alimentos, perecíveis, embalagens, bazar, higiene, bebidas e limpeza. A rede está presente em 18 estados brasileiros.

O Assaí aceita como meio de pagamento cartões de crédito e debito, vale alimentação e ainda um cartão próprio, o Passaí, que oferece vantagens exclusivas (dentre elas, os clientes têm a vantagem de pagar o preço de atacado comprando apenas uma unidade de determinado produto – ou seja, não será preciso adquirir uma quantidade mínima definida para aproveitar a economia proporcionada nas compras em atacado. Esse benefício é inédito no segmento de atacado de autosserviço do Brasil)”.

 

A reforma ==  A entrada principal será readequada, de acordo com orientações da CET -Companhia de Engenharia de Tráfego e deverá permanecer na Avenida Sezefredo Fagundes.  O ponto de ônibus será alocado para dentro do imóvel, criando-se assim uma ilha para parada de ônibus.   Ainda de acordo com a Assessoria de Imprensa do Grupo GPA, a  solicitação para obtenção do alvará de funcionamento junto à Prefeitura Regional de Santana / Tucuruvi / Mandaqui  será protocolada assim que o Assaí estiver de posse de toda a documentação necessária para este fim.

Quanto aos  custos da conversão da bandeira Extra para o Assai, o GPA não informou o valor do investimento para a reforma, que ficou a cargo do Grupo UNOTEC.

Zona Norte ==    O Assaí opera quatro lojas na região norte da cidade de  São Paulo, nos bairros da Casa Verde, Jaçanã, Freguesia do Ó e Taipas.

 

Institucional Trevo

2 COMENTÁRIOS

  1. Isto será ótimo, só espero que seja melhor do que o deGuarulhis que deixa muito a desejar em produtos.
    E seja ainda melhor do que o da Engenheiro Caetano Álvares. Seremos clientes assíduos.

  2. Já nasceu morto. ANDORINHA abrindo a 200m deste via derrubar tranquilamente no varejo, só vai vender mesmo pra atacadistas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora