28 C
Sao Paulo
quarta-feira, 26 junho, 2019
CenterNorte Institucional Maio2019
Home Estilo de Vida Bem Estar & Saúde Aedes aegypti: o mosquito pode até matar. Vacina contra a febre amarela...

Aedes aegypti: o mosquito pode até matar. Vacina contra a febre amarela está disponível gratuitamente nos postos.

Você sabe quais são os arbovírus que podem ser transmitidos pelo Aedes aegypti e seus principais sintomas? O mosquito pode transmitir doenças como dengue, Zika e Chikungunya, além de ser o vetor da febre amarela no seu ciclo urbano.

Os sintomas iniciais dessas doenças podem não ser considerados tão graves: febre alta, mialgia (dores no corpo), dores articulares, mal estar, náuseas e vômitos. Entretanto, cada uma delas tem sua especificidade. Segundo a doutora do Núcleo de Vigilância das Doenças Transmitidas por Vetores e outras Zoonoses da Prefeitura de São Paulo, Vivian Ailt, o zika vírus geralmente não causa um quadro tão importante de febre alta e outras ocorrências. “O único sintoma que as pessoas muitas vezes apresentam é o exantema, caracterizado por pintinhas vermelhas na pele. Na verdade, 80% dos pacientes chegam a não sentir absolutamente nada”, disse.

As gestantes devem ficar atentas e há riscos de má formação do bebê em caso de infecção pelo vírus da zika, principalmente, quando ocorre entre o primeiro e o segundo trimestre da gestação. “O principal método de prevenção é a eliminação de criadouros, mas todas devem se prevenir usando repelentes, seguindo a orientação dos fabricantes e caso apresentem exantema (pintinhas vermelhas na pele) procurar atendimento médico imediatamente”, explica a doutora.

A Chikungunya, normalmente, além da febre alta e do mal estar desenvolve problemas mais sérios. As articulações podem ficar inchadas, acompanhadas de muita dor, o que limita os movimentos e interfere muito no dia a dia das pessoas.

“O quadro clinico nas articulações costuma ser de uma reação inflamatória. O paciente tem um aumento de volume nas articulações, além de sentir muita dor, principalmente, nas mãos, punho e no tornozelo, apresentando dificuldade para realizar ações simples do dia a dia como se vestir e pentear o cabelo. A fase aguda da doença dura em torno de 15 dias, mas existem pacientes em que os sintomas podem persistir por alguns anos”, destaca Vivian.

A febre amarela pode evoluir com formas graves, com alterações no fígado e rins, e com a presença de sangramentos. Quem ainda não se protegeu contra a doença, deve procurar a vacina, disponível gratuitamente em todos os postos de saúde da capital. Saiba qual a unidade mais próxima da sua residência acessando o Busca Saúde. Vale lembrar que a vacina começa a oferecer proteção 10 dias depois de aplicada.

A infecção por dengue pode ser assintomática (sem sintomas), leve ou grave, e existem quatro tipos de vírus (sorotipos 1, 2, 3 e 4). Assim, cada pessoa pode ter a doença quatro vezes. A infecção por um sorotipo gera imunidade permanente para ele.

A população pode ajudar na prevenção da reprodução do mosquito Aedes aegypti com medidas básicas como procurar em toda a casa e no quintal por possíveis criadouros (recipientes que possam acumular água em casos de chuva) como latas, potes, bacias e pedaços de plástico.

“As quatro doenças, nas formas graves, podem evoluir para óbito. A febre amarela, por exemplo, tem uma letalidade maior, chegando a até 50%”, finaliza Vivian Ailt.

Incubação e Transmissibilidade ===  O período de incubação, após o mosquito picar uma pessoa infectada e tornar-se apto a transmitir o vírus, é de 8 a 12 dias. Já o período de incubação intrínseco, que corresponde, nos humanos, ao intervalo de tempo entre o momento em que a pessoa é picada pelo mosquito infectado até desenvolver os primeiros sintomas, é no máximo de 15 dias.

A transmissibilidade, que é período em que a pessoa tem o vírus circulando no seu organismo e pode infectar o mosquito para dengue, zika e febre amarela, começa um dia antes de a pessoa sentir qualquer sintoma e vai até o quinto ou o sexto dia após.

Plano Municipal de Enfrentamento às Arboviroses ===  Lançada recentemente pela Prefeitura de São Paulo, a iniciativa intersecretarial reúne um conjunto de ações para o combate e a prevenção de arboviroses transmitidas pelo Aedes (dengue, zika, chikungunya e febre amarela), na capital paulista. Saiba mais em http://mosquitovilao.prefeitura.sp.gov.br/       << Com apoio de informações/fonte: Secretaria Especial de Comunicação – Secom/PMSP e Secretaria Municipal de Saúde >>

Inauguração loja

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora