Mais foi um simulado. Cerca de 400 agentes de segurança e saúde participaram do I Simulado de Acidente Aéreo em Área Urbana em Guarulhos, realizado pela Coordenadoria Municipal de Proteção de Defesa Civil (Compdec) nesta 3ª feira (23/04/2019), no Centro de Treinamento Work Fire (Vila Nova Bonsucesso). As equipes simularam a queda da aeronave Boeing 737, com objetivo de aprimorar as habilidades das equipes e preparar a cidade para eventuais emergências.

A atividade proporcionou o treinamento do controle de incêndio causado pelo acidente, resgate de cerca de 90 passageiros e moradores, além da eliminação de riscos na área atingida pelo fogo. As vítimas passaram por uma triagem e foram dirigidas aos hospitais da cidade em ambulâncias e no helicóptero Pelicano da Polícia Civil.

Para dar um tom mais próximo da realidade, as vítimas foram maquiadas com diversos tipos de ferimentos. O coordenador médico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – Samu, Helder Kogawa, comentou o cenário realístico do treinamento. “As lesões realmente simulam as possibilidades de um acidente real, sem contar que realmente usamos os recursos e materiais necessários para o socorro completo. Nossa expectativa é muito boa”, afirmou.

O coordenador da Compdec, Waldir Pires, atuou na ocorrência da queda do voo Transbrasil 801 em Guarulhos, que feriu centenas de pessoas e deixou vítimas fatais em 1989. “O treinamento foi excelente. Conseguimos juntar muitos atores que estão envolvidos em caso de uma tragédia real. Tudo o que ocorreu aqui, pode acontecer na vida real”, explica o coronel.

O Major Adriano Martins, do Corpo de Bombeiros, entende que o evento só obteve êxito devido à união das equipes. “Temos um aeroporto em nossa cidade, então é preciso que pensemos nas eventualidades. Esse evento vem sendo estudado há três meses, em uma iniciativa da Prefeitura de Guarulhos. Todos nós sempre estivemos interligados e o trabalho em conjunto é importantíssimo para uma ocorrência como esta”, enalteceu.

Apoio ===  O evento contou com o auxilio do Corpo de Bombeiros, SAMU, Polícia Civil e Policia Militar; GRU Airport; Base Aérea de São Paulo; Guarda Civil Municipal; Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana (STMU); Sistema Integrado de Emergências de Guarulhos (SIEG); Grupamento Aéreo da PM; Sistema Integrado Municipal de Proteção e Defesa Civil de Guarulhos (SIMPDEC); Grupamento Pelicano de Polícia Civil; Work Fire; Instituto de Criminalística; Departamento de Assuntos Aeroportuários da SDCETI; e Subsecretaria de Comunicação de Guarulhos. Ainda colaboraram os agentes de Defesa Civil dos municípios de Suzano, Poá, Itaquaquecetuba, Arujá, Suzano e dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. << Com apoio de informações/fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Guarulhos>>


 

Investir e Ganhar

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora