São mais de quatro milhões de pessoas na Zona Norte – se contar da Noroeste (Perus e Pirituba) até a Nordeste (Vila Maria/Parque Novo Mundo). Nesta conta se encaixam 7 Subprefeituras, em 18 Distritos e 548 bairros. Neste enorme território surgiram  depoimentos preciosos no meio de grandes histórias de alguns destes habitantes, que vieram de várias partes do país e do exterior,  no registro dos seus bairros do dia a dia.

E o Museu da Pessoa promove junto com a Biblioteca São Paulo, no Parque da Juventude, a partir da próxima 3ª feira (11/12/2018) até 13 de janeiro de 2019 (domingo),  a exposição “A Zona Norte Conta Suas Histórias, composta pelo material resultante do trabalho de educadores, alunos e organizações sociais que participaram do programa de formação do projeto “Todo Lugar Tem uma História para Contar”. 

“A Zona Norte Conta Suas Histórias”traz textos e desenhos produzidos por alunos e professores de escolas do ensino fundamental da Delegacia Regional de Ensino (DRE)  da Freguesia do Ó, frequentadores e educadores de organizações sociais de diferentes idades e lugares que se tornaram, com o projeto, agentes da memória dessa região de São Paulo. Foram ouvidas histórias de vida de moradores da Vila Baruel, Vila Rica, Jardim Paraná, Casa Verde, Freguesia do Ó e Jardim Elisa Maria. Ao todo, participaram do projeto 8 escolas, 5 organizações sociais, 12 educadores da rede pública municipal de ensino, 17 agentes sociais e 20 depoentes.

O projeto Todo Lugar Tem uma História para Contar realiza oficinas de formação para que os participantes se apropriem das ferramentas metodológicas do Museu da Pessoa para o desenvolvimento e realização de atividades destinadas à preservação, ampliação e difusão da memória local. “Essas atividades têm como objetivo realizar o registro oral, escrito e ilustrativo da história de espaços, regiões e comunidades das quais os grupos participantes da formação fazem parte”, explica Sonia London, diretora executiva do Museu da Pessoa e coordenadora geral do projeto.

O patrocínio é do Magazine Luiza e do Instituto Center Norte  com  apoio da SP Leituras, no âmbito da Lei de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet, a exposição terá entrada gratuita.


Detalhes e resumos das histórias: 

Maria Rosa de Jesus tem 64 anos, nasceu em Riacho de Santana na Bahia e é professora. Foi entrevistada pela professora Eliana Apostólico Silvério e pelos alunos do 9ºTCA da EMEF Dr. Elias de Siqueira Cavalcanti

Benedito Camargo, Diácono Permanente da Igreja Matriz da Freguesia do Ó, nascido em Candido Mota (SP) em 1º de dezembro de 1943, fundador do Portal do Ó e apaixonado pela Freguesia do Ó. Foi entrevistado pela professora Renata Cecilia de Aguiar e pelos alunos do 8ºB da EMEF Presidente Nilo Peçanha.

Fabio Fernando da Costa, 42 anos, morador da Freguesia do Ó e dono do cachorro Zeus. Foi entrevistado pela professora Priscila Vitoria Furlaneto Aquino e pelos alunos do 5ºC da EMEF Plinio Ayrosa.

Lavínia Antônio Frederico, 64 anos, nasceu em São Paulo no dia 20 de janeiro de 1954. É a “tia” que vende o doce perto da escola. Foi entrevistada pela professora Analice Maia Jeronymo e pelos alunos do 6º ao 8º da EMEF Profª Maria Aparecida Rodrigues Cintra.

Luiz Antônio da Silva nasceu em São João, no Estado de Pernambuco, há 55 anos. É casado, pai de duas filhas formadas, avô e vende doces na porta da EMEF Profª Cecília Moraes de Vasconcelos. Foi entrevistado pela professora Simone Idy Paredes e pelos alunos do reforço.

Lelean Al Obaid e Lana Al Obaid nasceram na cidade de Homs, na Síria. Lelean tem 9 anos e está no 4° ano e Lana tem 11 anos e está n 5° ano da EMEF Paulo Nogueira Filho, Vila Baruel, Zona Norte de São Paulo. Foram entrevistadas pela professora Simone Maria Cabral Souto Maior Ferraz e pelos alunos do 4º e 5º da EMEF Theo Dutra.

Elias da Silva é morador do bairro de Vila Rica desde 1966. Teve meningite aos 5 anos de idade, foi adotado por um casal, superou o alcoolismo e hoje em dia abre seu testemunho através da igreja que frequenta. Foi entrevistado pelo professor Daniel Lourenço Cavalcante e pelos alunos do 6ºC da EMEF Desembargador Sebastião Nogueira de Lima

Maria Rosa Fernandes Rodrigues, Dona Rosa, nasceu em 31 de agosto de 1952. Trabalha como auxiliar técnico de Educação na Prefeitura de São Paulo há 26 anos. Foi entrevistada pela professora Claudete Lacerda Pena Sales e pelos alunos do 8ºD da EMEF Desembargador Sebastião de Nogueira Lima.

Mauro de Doná nasceu em São Paulo (SP), bairro da Casa Verde, no dia 4 de março de 1949. Desconfiado da modernização que deslocou o cinema do bairro para as salas dos shoppings, Seu Mauro é morador do bairro Vila Rica desde 1958. Foi entrevistado pelo professor Gilson de Oliveira Mendonça e pelos alunos do 6ºD da EMEF Desembargador Sebastião Nogueira de Lima.

Lucio Alves, conhecido como Lucido, nasceu no dia 9 de outubro de 1995. Foi entrevistado pelos professores Iara Viana dos Santos e Urubatan Miranda da Silva e pelos alunos do 5ºD e 7º da EMEF Senador Teotônio Vilela.

Luciana Aparecida Pessôas foi entrevistada pela educadora Julieine Medeiros Dell’Anhol e pelos jovens Emanuel Maciel de Araújo e Stefanie Caroline de Almeida, do Núcleo Cristão Cidadania e Vida (NCCV).

João Costa e Silva Neto foi entrevistado pela educadora Julieine Medeiros Dell’Anhol e pelos jovens Emanuel Maciel de Araújo e Stefanie Caroline de Almeida, do Núcleo Cristão Cidadania e Vida (NCCV)

Elias Alves da Rocha foi entrevistado pela educadora Renata Ribeiro de Camargo e jovens Gabriel Guerra dos Santos e Helen Lima Santos – Fundação Lar de São Bento – Casa Dom Macário.

Renata Ribeiro de Camargo foi entrevistada pela educadora Renata Ribeiro de Camargo e pelos jovens Gabriel Guerra dos Santos e Helen Lima Santos, da Fundação Lar de São Bento – Casa Dom Macário

Roseane Maria da Costa Camara foi entrevistada pelo educador Fernando Bento Bellini e pelos educandos Rayssa Fernanda Teixeira dos Santos e David de Oliveira, do Centro de Juventudes Tijolinho

Julio Luciano Domingues foi entrevistado pelo educador Fernando Bento Bellini e pelos educandos Rayssa Fernanda Teixeira dos Santos e David de Oliveira, do Centro de Juventudes Tijolinho.

Jailde Dantas dos Santos Teixeira – Jady foi entrevistada pela educadora Fernanda Augusta de Moraes Mello e pelos jovens Diego Silva dos Santos e Naihara dos Santos Gomes, da Associação Mutirão – Centro para Juventude Helena Portugal Albuquerque

Leocárdio José Teixeira dos Santos foi entrevistado pela educadora Fernanda Augusta de Moraes Mello e pelos jovens Diego Silva dos Santos e Naihara dos Santos Gomes, da Associação Mutirão – Centro para Juventude Helena Portugal Albuquerque

Ed Carlos Silva Nascimento foi entrevistado por Maria Eulália Borges e Deise Soares, da SP Leituras – Associação Paulista de Bibliotecas e Leitura – Biblioteca de São Paulo.


Serviço

Exposição A Zona Norte Conta Suas histórias

Abertura:  11 de dezembro de 2018 (3ª feira) , a partir das 14 horas

Dias normais, de 3ª feira a domingo:  das 09h30 às 18h30

Encerramento: 13 de janeiro de 2019 (domingo).

Local: Biblioteca de São Paulo – Parque da Juventude
Av. Cruzeiro do Sul, 2.630, Santana, São Paulo/SP (ao lado da Estação Carandiru do Metrô)
Entrada gratuita


Sobre o Museu da Pessoa === é um museu virtual e colaborativo fundado em São Paulo em 1991, com o objetivo de registrar, preservar e transformar histórias de vida de toda e qualquer pessoa em fonte de conhecimento, compreensão e conexão entre pessoas. Com um acervo de mais de 17 mil depoimentos em áudio, vídeo e texto e cerca de 60 mil fotos e documentos digitalizados, o Museu da Pessoa é um importante acervo do patrimônio imaterial cultural e histórico do Brasil, pois protege as expressões culturais da sociedade brasileira através de histórias de vida. Visite: www.museudapessoa.net 


 

Sobre a Biblioteca de São Paulo === é uma instituição da Secretaria da Cultura do Estado, gerida pela Organização Social SP Leituras. Inaugurada em 8 de fevereiro de 2010 foi, recentemente, finalista como Biblioteca do Ano (Prêmio Excelência Internacional 2018, Feira do Livro de Londres). Situada na Zona Norte da capital paulista, com uma área de 4.257 metros quadrados, foi concebida para ser um espaço arrojado, com projeto inovador de inclusão social por meio da leitura. O espaço oferece conteúdo em formatos variados, como livros tradicionais ou em formatos acessíveis (braille, audiolivro), DVDs, CDs, além de jogos.

Sobre o Instituto Center Norte ===  tem como missão criar um ambiente de aprendizado e inovação para que pessoas e instituições empreendam soluções capazes de melhorar a vida na Zona Norte de São Paulo. O Instituto acredita que empreendedorismo e inovação social são grandes agentes de transformação e, combinados, podem tornar a Zona Norte um importante polo de desenvolvimento sustentável da cidade de São Paulo.

<< Com  apoio de informações/fonte: Museu da Pessoa – Ethos Comunicação & Arte >>

Inauguração loja

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora