A 2ª edição do projeto Fotossensível – Curso de Fotografia convida os jovens entre 14 e 17 anos da Zona Norte da capital paulista a imergirem no campo da linguagem fotográfica.  O projeto oferece aos adolescentes uma turma para os iniciantes e outra para quem já está no nível intermediário, com amplo conteúdo sobre o universo da fotografia e acesso a ações artísticas que promovem diálogo, ampliação do conhecimento, sensibilização, experimentação e reflexão.

Pela primeira vez os cursos gratuitos acontecem na escola de samba Unidos de Vila Maria, com intuito de atender os residentes do Parque Vila Maria e Parque Novo Mundo, assim como demais áreas da Zona Norte de São Paulo.

Cada turma oferece capacidade de 30 vagas. A primeira turma é dedicada a jovens iniciantes na fotografia e acontece às segundas e quartas-feiras de 02 de setembro até 27 de novembro. Quem tem nível intermediário vai conferir as aulas de terças e quintas-feiras de 03 de setembro até 28 de novembro, sempre na Unidos de Vila Maria e ambas no período das 14h às 17h.

Nas aulas práticas de fotografia os jovens participam de uma imersão, envolvendo tanto alguns processos químicos de revelação e de fotografia analógica quanto a fotografia feita com câmeras digitais e celulares. As atividades fotográficas ocorrem em sala de aula e se estendem para a casa de cada aluno. Na abordagem teórica, o curso compreende temas como história da fotografia, história da arte, estudos de composição e ética do fotógrafo.

Dentro do cronograma também estão previstas duas visitas a exposições de fotografia em centros culturais e instituições públicas, cujos conteúdos serão absorvidos e debatidos ao longo do curso. Estão na programação visita a exposição “Gold – Mina de Ouro Serra Pelada”, com fotos de Sebastião Salgado, no SESC Paulista, e outra a exposição de Susan Meiselas, em uma das galerias do Instituto Moreira Salles, em São Paulo.

Ao final do curso, haverá uma exposição pública com as obras produzidas pelos alunos na Casa de Cultura da Vila Guilherme – Casarão.

Para Patrícia Souza Ceschi, idealizadora do projeto, a força das iniciativas de arte e ação educativa estão no potencial de sensibilização artística dos jovens. No Fotossensível, os participantes terão oportunidade de fruição da linguagem fotográfica, de compartilhamento de recursos para a leitura, de experimentação das artes visuais e de estímulo à expressão a partir de novos sentidos.

“A linguagem fotográfica foi escolhida por ser, na maior parte das vezes, uma linguagem muito difundida entre jovens no seu uso como recurso de comunicação nas redes sociais, contendo em si inúmeras possibilidades de exploração e desdobramentos, bem como discussões éticas e estéticas” diz Patrícia.  “Estamos com uma grande expectativa para o sucesso da 2ª edição do Fotossensível. Uma das novidades é a parceria com a Unidos de Vila Maria, conhecida pelo engajamento na comunidade com ações comunitárias com jovens do entorno”, conclui.

Mini-bio professores

PATRICIA MARCHESONI QUILICI

Graduada em Artes Plásticas pela FAAP com pós-graduação em Curadoria e Educação em Museus pela USP. Há mais de dez anos no segmento de Arte, Cultura e Educação, já coordenou o Educativo do CCBB, do CCSP, do Paço das Artes e de exposições temporárias na rede SESC. Atualmente, desenvolve na PMQ Cultura e Desenvolvimento intervenções artísticas, atividades em Arte para crianças e adultos, formação para professores e educadores, bem como projetos educativos, socioculturais e materiais para exposições, tendo prestado serviço para diversas instituições.

ANDRE SPINOLA 

Formado em Jornalismo pela UFRJ, desde a graduação já inicia os estudos e trabalhos na área da fotografia. Cursou fotografia no exterior e, ao voltar para o Brasil, estruturou e ministrou cursos em diversos lugares, trabalhando também como fotógrafo. A partir dos anos 2000, é contratado como fotógrafo do estúdio da agência de publicidade W/Brasil, onde permaneceu até dezembro de 2003. De lá, monta com Luish Coelho a Rever – Estudos em Fotografia; além de retornar ao mercado editorial.

Serviço:

Fotossensível – Curso de Fotografia 

  • Público: jovens de 14 a 17 anos moradores da Zona Norte da cidade.
  • Local: Unidos de Vila Maria
  • Endereço: Rua Cabo João Monteiro da Rocha, 448 – Jardim Japão, São Paulo).
  • Datas: TURMA INICIANTE (segundas e quartas-feiras)
  • de 02 de setembro até 27 de novembro das 14h às 17h
  • TURMA INTERMEDIÁRIA (terças e quintas-feiras)
  • de 03 de setembro até 28 de novembro
  • das 14h às 17h
  • Capacidade: 30 vagas em cada turma

Matrículas:

Acesse o formulário de pré-matrícula aqui:

https://docs.google.com/forms/d/1G0UiIPI-Psn05o0X2X9OVc8DKR8Q5E_sYSY1eZOSElY/prefill

Para efetivar a matrícula é necessário comparecer nos dias 22 ou 23 de agosto das 14h às 17h na Unidos de Vila Maria junto com os pais ou responsáveis para assinarem a ficha de autorização. Caso o adulto não possa comparecer nesses dias, escrevam para aymbereprodart@gmail.com ou facebook.com/parquedasartesvilamaria.

Sobre o projeto ==  O Fotossensível – Curso de Fotografia integra uma ação artística e educativa continuada desenvolvida pelo Instituto JCA – ligado ao grupo econômico do qual faz parte a Cometa – em parceria com a Rever – Estudos em Fotografia e a Aymberê Produções Artísticas. O programa envolve projetos especialmente elaborados para o Parque Vila Maria, bairro onde a empresa está situada há mais de 65 anos e que ajudou a construir, além do apoio a outros projetos artístico-culturais. O Fotossensível tem como patrocinador a Viação Cometa via ProAC ICMS, produção de Rever Estudos em Fotografia, Aymberê Produções Artísticas e Unidos de Vila Maria, e realização do Governo do Estado de São Paulo e Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

Sobre a Viação Cometa == A Viação Cometa, empresa integrante do grupo JCA, protagoniza uma história de 68 anos de sucesso no transporte de passageiros. Atualmente conta com cerca de 600 ônibus em sua frota patrimonial, 2.400 colaboradores e mais de 14,5 milhões de pessoas transportadas ao ano. Está organizada em 6 Filiais Regionais, distribuídas nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Minas Gerais.

Sobre o Instituto JCA == O Instituto trabalha na perspectiva de que a desigualdade social é uma questão a ser superada para a constituição de uma sociedade melhor. Para isto, escolheu atuar nas áreas de educação e cultura, com projetos que melhorem as oportunidades para os jovens e os projetam para um futuro com mais possibilidades de escolha. O IJCA lidera, junto com outras organizações públicas e privadas, um movimento para qualificar as políticas de educação na Região Metropolitana Leste Fluminense do Rio de Janeiro e atua nos últimos dois anos na expansão de projetos incentivados concatenados às áreas da cultura e do esporte na cidade de São Paulo, em especial, para os jovens moradores do Parque Vila Maria.

Sobre a Rever Estudos em Fotografia == Criada por André Spinola e Luish Coelho em 2002, a Rever busca transmitir aos alunos uma base técnica sólida, um panorama visual amplo e sobretudo o espaço para que cada um deles descubra o que quer fotografar e como. A Rever acredita que o aluno seja capaz de manifestar através da fotografia algo que lhe é pessoal e intransferível: ele mesmo.

Sobre a Aymberê Produções == Graduada em Relações Públicas pela USP SP, com pós-graduação em Administração para o Terceiro Setor e Gestão Cultural, Patricia Souza Ceschi trabalha com produção cultural há mais de 15 anos. Em 2010 fundou a Aymberê Produções Artísticas Ltda, se dedicando à produção e criação de trabalhos artísticos nacionais e internacionais em diversas linguagens.

Crédito foto: Chico Rivers

LimpaSP – estréia

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, entre com seu comentário
Por favor, entre com seu nome agora